5 de fevereiro de 2013

PAPO MAMÃO# 5 - A POESIA E O HUMOR MUDO DO CLÓVIS E DO STOCKER

            Nesta nova edição do Papo Mamão, eu conversei com o cartunista Paulo Stocker sobre seu personagem Clóvis. Sua criação vem alcançando sucesso entre leitores principalmente pela simplicidade, poesia e humor, mostrada em tirinhas em cartuns espalhados pela internet... em vários pontos da Rua Augusta, aqui em São Paulo e por onde mais Clóvis e Stocker possam espalhar essa alegria.
                              
Para quem quiser conferir melhor o trabalho do Paulo Stocker ou as andanças do clown Clóvis, é conferir aqui. 
Stocker está com uma exposição com cartuns e tirinhas do Clóvis no Parque da Água Branca, em São Paulo, capital, até final de fevereiro.
        

2 comentários:

Anônimo disse...

Obrigado.

JJ Marreiro disse...

Ô, LAudo, tem uma cara na edição frescando com a tua cara, rapaz! O cara botou uns textículos no meio da matéria... e o pior é que ficou engraçadíssimo! Hehehe.

Bacana essa entrevista. O Stocker está fazendo o que todo artista deveria fazer indo até o povão! Às vezes a gente vê muita arte bacana por aí que os autores não sabem levar até as pessoas. Parabéns pro Stocker e seu trabalho contemporâneo, urbano e sobretudo humano!