4 de julho de 2010

SATYROS E SADES DESENHADOS E TRANSPIRADOS

No ano passado, o querido amigo Gualberto Costa, figura que dispensa maiores apresentações, durante o evento Satyrianas que ocorre anualmente aqui na Praça Roosevelt (quatro dias ininterruptos de teatro e outras formas artísticas gratuitas), evento este criado pelo grupo de teatro Os Satyros, juntou aproximadamente 60 desenhistas para produzirem três páginas de quadrinhos cada um baseadas no livro “Cia. De Teatro Os Satyros: Um palco visceral” de Alberto Guzik.



O Gual me convidou para essa empreitada e como não dá para recusar um pedido dessa queridíssima figura, me embrenhei nessa. Os capítulos que seriam escolhidos pelos artistas convidados eram de livre escolha. Optei pelo que conta sobre o momento da encenação d’Os Satyros do “Filosofia da alcova” do Marquês de Sades. Motivo muito simples: além de ser razoavelmente conhecedor da obra, uma das atrizes, Mônica Negro, que encarnou a personagem Justine, em uma das últimas montagens do texto pelo grupo, é uma amiga querida de muitos anos e sei particularmente o desafio que ela teve em encarnar a referida libertina do hall de controversos personagens de Sades.


Segundo o próprio Gual, há uma conversa armada para que futuramente esse projeto vire um álbum. Aqui então, minhas páginas produzidas.






Um comentário:

elaine disse...

Uau! O sádico dos sádicos...show! beijo