20 de agosto de 2009

EU, A TV E OS GORDINHOS LUTADORES DE SUMÔ

Existe um exercício de desenho que é bacana de se fazer, a maioria dos desenhistas sabeme praticam: deixar a mentevazia, solta, sempensar nada especificamente e consequentemente deixar que sua mão com o lápis corra solta sobre o papel, deixando fluir para sair o que tiver que sair. Muitas vezes sai algo no mínimo curioso.
Não sou de ficar muito tempo em frente a uma televisão. Já fui mais. Muito mais. Minha paciência hoje é bem limitada e se restringe a ver noticiários (mas não muito porque a desgraça come solta!!), um ou outro programa e um ou outro filme. Mesmo com tv a cabo com sua infinidade de canais, muitas vezes não há nada de muito interessante.
Porém, às vezes me pego como na situação que menciono no início dessa conversa: tô lá eu sentado em frente a tv com papel e lápis na mão vendo algo sem o menor sentido de se estar assistindo. Exemplo? Canal árabe. Canal alemão. Nada contra o canal em si. Mas qual o significado de se ficar meia hora, quarenta minutos, ou até mais (!!) sentado no sofá com o olhar fixo na tv vendo um programa numa língua que eu não faço a menor idéia do que estão falando e às vezes nem tendo a idéia do que se trata o assunto abordado.
Minha esposa às vezes me questiona isso. Fico sem responder. Mistérios insondáveis do insconsciente.
Foi numa dessas "trip" em frente ao tubo de imagem que fiquei mais ou menos uns vinte minutos vendo um canal japonês onde estava transmitindo um campeonato de luta de sumô. Confesso que fiquei esse tempo olhando, olhando, olhando aqueles lutadores gordos, com aquela tanguinha estranha deixando aqueles bundões gordos pra fora, se pegando, se empurrando, se esfregando, num misto de interesse desinteressado. Olhando.
Realmente não houve e nem há reflexão alguma. Nada aproveitável a não ser os riscos que cometi.
Ah, claro, isso porque eu disse também que não tinha mais paciência com televisão...

Um comentário:

mercadovisual disse...

Fala, Laudo! É verdade. Quão desinteressante pode ser a tv! Às vezes fico entediado até com a net. Favorito muitos sites e blogs. Vou olhando, olhando e, incrível, acontece de bater um tédio...(claro, que nem sempre).
Os gordinhos tão legais.
Abraço,
Gilberto